[Especial] Softbol nos Jogos Olímpicos

O Softbol esteve presente no programa de modalidades Olímpicas de 1996 a 2008. Em 2012 o esporte foi removido do quadro e conseguiu seu retorno, juntamente com o beisebol, para os Jogos Olímpicos de Tóquio, que acontecerá em 2020.

Novo Merchan OK

Softbol em 1940As primeiras tentativas de inclusão do esporte nos Jogos Olímpicos datam da década de 1940, quando americanos e japoneses fizeram as primeiras propostas de um programa olímpico. Esse movimento foi liderado pela USA Softball e por Jiro Iwano, que na época era vice-presidente do Comitê Olímpico Japonês e presidente da Japanese Softball Association (JSA – Associação Japonesa de Softbol).

Softbol em 1940Em 1950, a Amateur Softball Association of America (ASAA – Associação americana de Softbol amador) enviou cartas as organizações nacionais pedindo ajuda para que a recém-criada International Olympic Federation (IOF – Federação Olímpica Internacional) incluísse o esporte no programa olímpico. A Austrália atendeu o chamado, mas pediu mais informações.

Irene Burrows, secretária da Australian Association (AA – Associação Australiana de Softbol), estava extremamente interessada em apoiar o pedido e começou a trabalhar neste objetivo. Em 1952, a ASC (Australian Softball Council – Conselho australiano de Softbol) trabalhou para a inclusão do esporte no programa, acreditando que tinham uma boa oportunidade de conseguir, visto a popularidade do esporte no país. A ação da ASC inspirou os americanos e outros países, como a Nova Zelândia. Em 1956, os neozelandeses se afiliaram aos Estados Unidos.

International Softball FederationEm 1960, os esforços continuaram com a International Softball Federation (ISF – Federação internacional de Softbol) trabalhando constantemente para que o Softbol fosse incluso nos jogos. Apenas em 1965 foi designado uma exigência para a participação do esporte nos Jogos Olímpicos. Foi-se dito que o Softbol deveria ser praticado em pelo menos onze países e o órgão internacional da modalidade deve ter pelo menos 29 federações nacionais afiliadas a ele. Porém, na época, o softbol tinha apenas quinze Confederações afiliadas a ISF.

Anéis OlímpicosApesar de elegível, em 1969, não conseguiu sua inclusão porque os organizadores das Olimpíadas julgaram que o softbol, assim como o beisebol, era “muito grande e caro demais”, mesma justificativa usada para o patins e o sky aquático. A esperança veio na década de 1970, visto que as Olimpíadas seriam disputadas nos Estados Unidos e o softbol poderia ser adicionado como uma modalidade de demonstração, porém não foi aprovado. Apenas em 1992 nos Jogos Olímpicos de Barcelona, a modalidade foi aprovada como demonstração, ao lado do Golfe, mas o IOC (International Olympic Committee – Comitê Olímpico Internacional) vetou a inclusão alegando ser um “fardo indevido” para os organizadores.

Inclusão no Programa Olímpico

Apenas em 1996 o softbol foi introduzido como esporte olímpico para mulheres (o beisebol entrou como a versão masculina). A confirmação da sonhada inclusão foi anunciada apenas em 1995, quando o IOC estabeleceu um comitê, que fio o protótipo do International Olympic Commission on Women and Sports (IOCWS – Comissão Olímpica Internacional de Mulheres e Esporte), liderada por Anita DeFrantz, peça fundamental para a inclusão.

Jogos Olímpicos de Atlanta 1996

Atlanta 1996As partidas do Softbol foram disputadas em Columbus, na Georgia (cerca de 160 de Atlanta). A 1ª participação do Softbol contou com a participação dos Estados Unidos, China, Japão, Canadá, Taiwan, Holanda e Porto Rico.

Na disputa pelo Bronze, a Austrália bateu o Japão por 4 a 2 e na final os EUA venceram a China por 3 a 1. O pódio foi formado por Estados Unidos (ouro), China (prata) e Austrália (bronze).

Colocação Final:

Ouro – Estados Unidos
Prata – China
Bronze – Austrália
4º Colocado – Japão
5º Colocado – Canadá
6º Colocado – Taiwan
7º Colocado – Holanda
8º Colocado – Porto Rico

(foto: reprodução Olympic Channel)

Jogos Olímpicos de Sydney 2000

Sydney2000Os jogos olímpicos de Sydney contaram com a participação dos Estados Unidos, Japão, Austrália, China, Itália, Nova Zelândia, China e Canadá. A arremessadora americana Lori Harrigan conseguiu o primeiro No-hitter da história dos Jogos Olímpicos

O pódio foi formado por Estados Unidos (Ouro), Japão (prata) e Austrália (Bronze).

Colocação Final:

Ouro – Estados Unidos
Prata – Japão
Bronze – Austrália
4º Colocado – China
5º Colocado – Itália
6º Colocado – Nova Zelândia
7º Colocado – Cuba
8º Colocado – Canadá

(foto: reprodução Olympic Channel)

Jogos Olímpicos de Athenas 2004

Athenas 2004Os participantes de Athenas 2004  foram os Estados Unidos, Austrália, Japão, China, Taiwan, Grécia e Itália. A única seleção a marcar uma corrida nas estadunidenses foram as australianas, derrota por 5 a 1 na final. Nessa Olimpíadas, a arremessadora japonesa Yukiko Ueno, se tornou a primeira a conseguir um perfect game em Olimpíadas. Foram sete entradas contra a China sem ceder corridas, rebatidas ou walks.

O pódio foi formado pelos Estados Unidos (Ouro), Austrália (prata) e Japão (Bronze).

Colocação Final:

Ouro – Estados Unidos
Prata – Austrália
Bronze – Japão
4º Colocado – China
5º Colocado – Canadá
6º Colocado – Taiwan
7º Colocado – Grécia
8º Colocado – Itália

(foto: Mirin Fader – Orange County Register)

 Jogos Olímpicos de Beijing 2008

Beijing 2008Para os Jogos de Beijing, foi usado pela primeira vez o sistema de classificação que se baseava no Campeonato Mundial da ISF. Os quatro primeiros colocados neste campeonato garantiam vaga para os jogos.

Os Estados Unidos chegaram à China, com o recorde de 22 vitórias consecutivas em Olimpíadas e perdeu a marca justamente na disputa de Ouro, na derrota para o Japão por 3 a 1 na grande final. O pódio foi formado por Japão (ouro), Estados Unidos (prata) e Austrália (bronze).

Colocação Final:

Ouro – Japão
Prata – Estados Unidos
Bronze – Austrália
4º Colocado – Canadá
5º Colocado – Taiwan
6º Colocado – China
7º Colocado – Venezuela
8º Colocado – Holanda

A maior vencedora olímpica de softbol é a americana Laura Berg. A estadunidense conquistou três Ouros e uma Prata.

(foto: divulgação WBSC)

Saída do programa Olímpico

International Olympic CommitteeEm 11 de julho de 2005, a IOC votou por retirar o beisebol e o Softbol do programa Olímpico de 2012, a decisão que foi reafirmada em 9 de fevereiro de 2006. A votação que poderia manter as modalidades no programa Olímpico exigia uma maioria simples dos 105 votantes. Porém, a votação terminou 52-52, com uma abstenção.

Em agosto de 2009, as modalidades foram oficialmente banidas após uma reunião do COI em Berlim. Essa foi a primeira vez, em 69 anos, que esportes foram removidos das Olimpíadas, a última vez aconteceu com o Polo em 1936. A votação para selecionar a permanência ou a exclusão das modalidades para Londres2012 aconteceu de forma secreta.

Como se era esperado, a decisão ad IOC afetou diretamente os países praticantes. Por exemplo, na Austrália, o governo do país cortou as verbas que eram destinadas ao beisebol e softbol, dificultando a participação das australianas em eventos internacionais e competições de alto nível.

(foto: Reuters)

Criação da WBSC e o retorno aos Jogos

WBSC LOGONo dia 1º de abril de 2011 a ISF e a International Baseball Federation (IBF – Federação Internacional de Beisebol) anunciaram que estavam preparando uma proposta conjunta para o retorno das modalidades para os Jogos de 2020. No dia 14 de abril de 2013, a ISF e a IBF se fundiram criando a World Baseball Softball Confederation (WBSC – Confederação Mundial de beisebol e Softbol).

A WBSC se estabeleceu em Lausanne, na Suíça, a Capital Olímpica, e tem mais de 211 federações associadas, que representam 138 países de todos os continentes. Representando mais de 65 milhões de praticantes de beisebol e softbol.

Com uma forte campanha Mundial através de competições cada vez mais organizadas e que movimentavam os esportes por todo o mundo, no dia 3 de agosto de 2016, o IOC votou pelo retorno do beisebol e do Softbol aos jogos.

(foto: divulgação WBSC)

Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

WBSC Tokyo 2020Para o tão aguardado retorno, a WBSC organizou diversas classificatórias ao redor do mundo para selecionar os melhores países para Tóquio 2020. O Japão garantiu a vaga por ser o país sede e os Estados Unidos ficaram com uma vaga após vencer o Campeonato Mundial de Chiba em 2018.

A Itália se classificou ao vencer a Classificatória Euro-Africana, México e Canadá são os representantes das Américas e a Austrália ficou com a última vaga.

Os jogos acontecerão entre os dias 22 e 28 de julho, nos Estádios de Yokohama e Fukushima.

Tabela Jogos Olímpicos de Tóquio

Quarta-feira, 22 de Julho:
Austrália x Japão
Itália x Estados Unidos
México x Canadá

Quinta-feira, 23 de julho:
Estados Unidos x Canadá
México x Japão
Itália x Austrália

Sexta-feira, 24 de julho:
Cerimônia de Abertura

Sábado, 25 de julho:
Austrália x Canadá
Estados Unidos x México
Japão x Itália

Domingo, 26 de julho:
Austrália x Estados Unidos
Canadá x Japão
Itália x México

Segunda-feira, 27 de Julho:
Japão x Estados Unidos
Canadá x Itália
México x Austrália

Terça-feira, 28 de julho:
Disputa do Bronze
Disputa do Ouro

Com organização direta da WBSC, junto ao Comitê Olímpico Japonês, a instituição ficou responsável por toda a parte técnica do evento de beisebol e Softbol:

Responsável Técnico
Kevin Quinn (CAN)

Comissão Técnica
Diretor– Roberto Perez-Leon (CAN)
Giovanni Sanna (ITA)
Santos Vazquez Ortiz (PUR)
Gabriele Hardinger (AUT)

Anotadores
Diretor – Rosalinda Steijger (NED)
Dennis Duin (NED)
Maurizio Ronchi (ITA)
Rafael Valle (PUR)
Stefano Pieri (ITA)

Árbitros
Diretor – Robert Stanton (CAN)
Manuel Tovar Serrano (VEN)
Jose Chaparro Santiago (PUR)
Christina Drumm (USA)
Geneviève Gaudreau (CAN)
Frances Billingsley (CAN)
Gianluca Magnani (ITA)
Mariana Prins (NED)
Yu Zhiling (CHN)
Kyira Cox (AUS)
Mark Porteous (NZL)

Estatísticas
Diretora – Anna Maria Paini (ITA)

Médico Responsável
Gianfranco Beltrami (ITA)

(foto: divulgação WBSC)

(última atualização 12/03/2020)

Quadro de Medalhas

Olimpíadas Ouro Prata Bronze
Atlanta 1996 Estados Unidos China Austrália
Sydney 2000 Estados Unidos Japão Austrália
Atenas 2004 Estados Unidos Austrália Japão
Beijing 2008 Japão Estados Unidos Austrália
2012-2016 Não participou
Tóquio 2020