[Coluna] Nutrição no início da temporada de Softbol

Nutricionista Gilberto ManoEm dezembro, é normal ter muitas confraternizações e festas de final de ano e com isso as nossas rotinas mudam, principalmente a nossa alimentação. Quando voltamos a normalidade do nosso dia a dia, sentimos a necessidade de restringir a alimentação para perder tudo o que ganhamos de peso ou perdemos de desempenho. Mas, será que isso é o correto?

A alimentação tem obtido enorme espaço midiático nas últimas duas décadas, dietas, suplementos e medicações invadem os espaços das páginas da Internet diariamente, com isso, a ciência da nutrição está cada vez mais comentada para analisar quais são as metodologias corretas. O maior problema é que o conceito de alimentação saudável da atualidade faz parte de uma indústria cultural altamente lucrativa e muitas vezes maléfica a saúde.

Pessoas copiam as dietas e os treinos realizados por artistas, modelos e atletas; acreditando que se os copiarem conseguirão os mesmo resultados. Ainda tem aqueles que seguem dietas publicadas em revistas de grande circulação, se esquecendo de que cada pessoa possui a sua individualidade biológica.

De acordo com o levantamento intitulado “Panorama da Segurança Alimentar e Nutricional na América Latina e Caribe”, mais da metade da população brasileira está com sobrepeso e a obesidade já atinge a 20% das pessoas adultas no país, enquanto 58% da população latino-americana e caribenha estão com sobrepeso, num total de 360 milhões de pessoas, e a obesidade afeta 140 milhões, ou 23% da população regional.

Com isso, concluísse que cada pessoa necessita de uma estratégia nutricional voltado para o seu objetivo e sua individualidade biológica, visando proporcionar uma saúde em longo prazo e no caso dos atletas, uma melhora de desempenho constante, infelizmente, não existe “receita de bolo” principalmente para atletas

Qual o primeiro passo para adequação do plano alimentar?

Na maior parte do Brasil, a alimentação tradicional seria:

DESJEJUM LEITE COM CÁFÉ / PÃO FRANCÊS

COM MANTEIGA

LANCHE DA MANHÃ SALGADO
ALMOÇO ARROZ / FEIJÃO / CARNE / SALADA.
LANCHE DA TARDE BOLO
JANTAR LANCHE OU REPETIÇÃO DO ALMOÇO

 

Uma mudança nos hábitos alimentares leva tempo. Não será da noite para o dia que alguém habituado com essa alimentação vai retirar tudo e pensar apenas nos nutrientes. Um grande erro é a mudança drástica entre esses hábitos para uma dieta altamente restrita, podendo proporcionar em uma compulsão alimentar e ter um efeito sanfona. Um processo de reeducação alimentar é indispensável para que a dieta não se transforme em algo sofrido e que possa cansar futuramente, voltando a se alimentar de forma inadequada em um curto período de tempo.

Dicas:

Primeiro de tudo, comece substituindo alimentos prontos por alimentos “in natura”, evite açúcar simples, produtos industrializados e temperos prontos. De preferência aos alimentos integrais.

Fracionamento – O fracionamento da dieta pode sim ser algo muito válido, mesmo para quem está querendo perder peso. Esse tipo de procedimento fará com que você se mantenha saciado durante o dia.

Suplemento – O uso de suplemento alimentar pode ser uma ótima estratégia, mas primeiro é necessário adequar seu plano alimentar para que você consiga complementar sua dieta com esses produtos. O suplemento alimentar simplesmente complementa a sua dieta e não o contrário. É necessário sempre ter um profissional da saúde para auxiliar na adição da suplementação.

Hidratação – Vale lembrar que 75% da massa muscular é composta por água. Uma hidratação adequada é fundamental tanto para a performance no momento do exercício quanto para o processo de mudança na composição corporal.

Vitaminas e minerais – Frutas, legumes e verduras podem sempre ser uma ótima opção. A ausência de alguma vitamina pode atrapalhar severamente os plano de quem deseja melhorar seu desempenho. A atividade física é uma grande formadora de radicais livres que em excesso, promovem o estresse oxidativo, levando prejuízos para o nosso organismo. Por isso são tão importantes quanto os macronutrientes (proteína, lipídio e carboidrato).

A mudança de hábitos alimentares é algo difícil, precisa de muita força de vontade e determinação, mas profissionais da saúde estão sempre a disposição para ajudar e melhorar seu desempenho.

Nutricionista Gilberto Mano

“Nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória e a vontade de vencer” (Mahatma Gandhi)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.