Melhor jogadora da China, no Mundial, sonha com Olímpiadas

Melhor batedora da China Sonha com OlímpiadasNo último domingo (12), o Campeonato Mundial de Chiba chegou ao fim, com o confronto épico dos maiores rivais do Softbol Mundial. Os Estados Unidos venceram o Japão em uma partida épica e ficaram com o Bicampeonato. Mas, quem chamou a atenção foi a infielder da China, Li Qi, que teve a melhor média de aproveitamento da sua seleção, 41,9%.

A seleção chinesa participou das quatro edições dos Jogos Olímpicos que o Softbol esteve presente. Em Atlanta 1996, a China perdeu o ouro para o s Estados Unidos. Li Qi, estava assistindo os jogos em Beijing 2008, quando tinha apenas 15 anos e começava a sonhar com o softbol a nível internacional.

“Eu ia para os estádios todos os dias,” falou Li Qi. “Era a primeira vez que eu tinha a chance de ver as melhores seleções do mundo jogando. Fiquei muito impressionada com a qualidade do Japão e dos Estados Unidos.”

Melhor batedora da China Sonha com Olímpiadas

Em entrevista para a Confederação Mundial de beisebol e softbol (WBSC -World Baseball Softball Confederation), Li Qi lamentou que a China tenha terminado na 10ª colocação, para ela seu país tem capacidade e habilidade para jogar melhor do que jogaram durante o Mundial.  Para Li Qi, mesmo sabendo do gap entre o nível da China e dos países que acabaram no topo, tudo foi um incentivo para que ela se empenhasse ainda mais e criasse a determinação para melhorar ainda mais.

Li Qi acredita que o beisebol e o softbol são modalidades mais atrativas que outros esportes e que o retorno deles para os Jogos olímpicos de Tóquio 2020 é a chance de provar seu atrativo para o grande público.

“Softbol é um grande esporte. Você precisa de várias habilidades para conseguir jogar. No nível de elite, você precisa de força, flexibilidade, velocidade e sem contar um controle mental altíssimo. Jogadores de softbol precisam ser espertos.”

Melhor batedora da China Sonha com OlímpiadasMesmo com a saída do soft do quadro olímpico pós os Jogos de Beijing, a China manteve o investimento no desenvolvimento da modalidade no país e com o retorno ao quadro de modalidades olímpicas o investimento aumentou. Os clubes, que disputam duas temporadas durante o ano, começaram a se organizar para a criação de uma liga e tem atraído interesse das pessoas e em breve pretendem começar liga profissional chinesa.

Para Li Qi, a possibilidade da China receber as classificatórias asiáticas aumenta a pressão para conseguir a vaga, mas que para ela o essencial é mostrar para o povo chinês o potêncial do softbol. Como o Japão já está classificado como país sede, para a infielder a seleção que mais ameaça o seu sonho olímpico é a Austrália.

Melhor batedora da China Sonha com OlímpiadasLi Qi finalizou a entrevista declarando que mesmo sabendo da barreira que o mandarim impõe, ela acredita que quem joga softbol fala uma língua universal e não será um problema globalizar o esporte.

Ao termino do mundial, Li QI teve 31 oportunidades de rebater, anotou seus corridas, conseguiu 13 rebatidas, sendo duas duplas e impulsionou três pontos, sendo eliminada apenas quatro vezes por strikeouts.

(fotos: divulgação WBSC)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.