[Retrospectiva] 1º semestre 2016

Soft Livre GecebsCom o final da temporada oficial, chega aquele momento de relembrar tudo que passamos em 2016, ano que foi marcado por altos e baixos, vitórias e derrotas e algumas perdas inestimáveis. Nessa retrospectiva estamos falando apenas do calendário nacional, não estão relacionadas aqui o calendário de seleções e internacional (esses temas terão suas retrospectivas separadas).

A temporada 2016 começou com a criação e a oficialização do departamento de softbol masculino, que posteriormente foi apresentado no congresso técnico que foi realizado nas dependências do CooperCotia ainda em janeiro.

Taça Tiemi Yajima 2016O Campeonato que abriu as atividades do soft foi o tradicional Softbol Livre/veterano que acontece todo último final de semana de janeiro no Gecebs, e na primeira semana de fevereiro o Gecebs sediou o primeiro Softmisto do ano, o clube de arujá foi o primeiro a organizar um campeonato de softbol misto. Ainda em fevereiro a Taça Tiemi Yagima abriu as atividades do calendário oficial, seguido pelo torneio Katsushiro Hisamura de Softbol e fechando o mês o Cooper recebeu a reciclagem dos árbitros.

Março foi responsável por nos apresentar o primeiro campeão adulto do ano, o Nikkey Marília faturou, em casa, o XIII Taça brasil de Softbol Feminino Adulto e a categoria Sub-17 mostrava sua força no torneio Keizo Hayashi em Curitiba, onde o Cooper Cotia foi campeão na penalidade.

Torneio Keizo HayashiAs meninas do Sub-19 foram a campo em abril e o Nikkei Curitiba faturou o seu primeiro titulo do ano ao vencer o XIII Taça Brasil de softbol feminino sub-19. O mês de maio reservou um final de semana especial para o softbol brasileiro, o XVII Intersoft juntou 10 equipes universitárias, além da seleção brasileira de softbol adulto e presenteou a todos com uma clínica com a rebatedora da seleção canadense Jennifer Yee, a sino-canadense deu ficas de rebatidas e treinamentos para os presentes.

PrudenteO taça Brasil de softbol feminino sub-17 fechou o mês e deu ao Nikkei Curitiba seu segundo titulo do ano. Em junho a jogadora Camila “nega” Silva foi homenageada recebendo o prêmio paulista de esporte e foi em junho que aconteceu o primeiro torneio de softbol masculino, que mesmo ainda sendo em caráter oficioso serviu para mostrar o potencial que a categoria poderá ter no Brasil. A equipe do All-Star Presidente Prudente foi a campeã.

No próximo parte iremos falar sobre os acontecimentos do segundo semestre de 2016, não percam.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.